Quarta-feira, Abril 17, 2024
Uncategorized

Facebook: cuidados a ter

FBO Facebook é excelente para estarmos em contacto com os amigos. Principalmente os que estão distantes quer em distância ou em tempo.
Para alguns é mesmo uma espécie de diário online. Um espaço onde publicam todos os seus pensamentos e momentos.

Só que essa exposição pode trazer problemas. E no fim de os cometer não há nada a fazer. Por isso o ideal é ter cuidado e assumir medidas de prevenção.

Foi a pensar nesta situação tão actual que a Kaspersky Lab elaborou um ranking dos cinco principais erros que os utilizadores cometem no Facebook. Segundo a empresa qualquer um destes erros “pode fazer com que o utilizador perca dinheiro, veja a sua reputação danificada ou quebre boas relações que mantém com as pessoas que aprecia”.

1- Publicar a biografia completa

Porque motivo isto é um erro:

Embora seja tentador ter muitas felicitações e “gostos” no nosso aniversário, quando somos pais ou quando algo importante acontece na nossa vida, convém considerar quantos serviços, incluindo bancos e instituições financeiras, contam com os seus dados, como a data de nascimento, para ter acesso à sua conta. Além disso, os cibercriminosos gostam muito do Facebook e de outras redes sociais, já que estas lhes permitem recolher todo o tipo de dados, que depois utilizam para violar as contas mais importantes.

O que se deve fazer:

Não publicar a data de nascimento na Internet, ou pelo menos não indicar o ano. Deve também evitar-se revelar casualmente os nomes de familiares ou de animais de estimação e outros dados parecidos, que muitas vezes são usados para ataques de engenharia social.

2 – Tornar os posts públicos

Porque motivo isto é um erro:

Qualquer um pode ler o que publica – os seus amigos, a sua mãe, os seus filhos, o seu chefe, o seu ex, agências de emprego, além de múltiplas empresas de marketing e possíveis “inimigos” que estiverem a planear algum tipo de fraude online. Normalmente consideramos que os posts do FB são uma forma moderna de contar histórias a um pequeno público, como se o estivéssemos a fazer na sala de estar com um gruo de amigos ou familiares. Mas quando o post é público, a coisa muda de figura. Alguém pode, acidentalmente ou com intenção, mal-interpretar as suas palavras e contar a sua versão dos factos a uma pessoa que é importante para si. Ou simplesmente pode usar as suas palavras para o incomodar ou preparar algum tipo de partida, roubar a sua identidade, etc… a lista é infinita. Isto pode mesmo acontecer e, com efeito, são muitos os casos em que algum post imprudente foi partilhado nas redes sociais, tendo provocado inclusive o despedimento da pessoa.

O que se deve fazer:

Defina a sua conta do Facebook para que os seus posts sejam partilhados “apenas com amigos” ou “amigos de amigos”. É fácil ignorar este ajuste e acabar por partilhar o post com os mais de mil milhões de utilizadores do Facebook. Também deve prestar atenção ao público com o qual está a partilhar as suas fotos.

3 – Usar passwords pouco seguras

Porque motivo isto é um erro:

Provavelmente tem muitas galerias e mensagens privadas no Facebook e, sem dúvida, não deseja que qualquer pessoa as possa ver. O que talvez seja ainda mais importante é que a maioria das pessoas usa o Facebook para iniciar sessão noutras páginas e noutros serviços da Internet. Por isso, se alguém conseguir obter acesso à sua conta do FB, todos esses serviços estarão também comprometidos.

O que se deve fazer:

Escolha uma password forte e segura para a sua conta. Melhor: active a dupla verificação para se proteger. E não use a sua password do Facebook em nenhum outro serviço, deve ser única.

4 – Partilhar a sua localização

Porque motivo isto é um erro:

Permite às outras pessoas saberem onde está, averiguar onde vive e onde trabalha. Isto pode ser especialmente perigoso para crianças e jovens. Além disso, mesmo quando faz algo “inocente”, como registar-se num restaurante ou num hotel, está claramente a indicar que não está em casa, o que pode ser informação de muito valor para os ladrões.

O que se deve fazer:

Desactivar a geolocalização (adicionar o local) nas fotos que publica. Não use a função de localização ou crie uma lista muito restrita e controlada de pessoas que podem ver onde está.

E lembre-se: desconfie sempre de desconhecidos.

5 – Aceitar amigos que não são amigos

Porque motivo isto é um erro:

Provavelmente isto já lhe aconteceu muitas vezes. Alguém lhe pede amizade, mas trata-se apenas de um conhecido, ou nem sequer sabe quem é, mas têm dez amigos em comum, pelo que acaba por aceitar o seu pedido. Isto não deveria acontecer. Em primeiro lugar, porque sendo seu “amigo”, esta pessoa desconhecida tem acesso à sua informação, publicada no modo “apenas amigos”, e pode usá-la para qualquer fim. Depois, compromete a segurança dos seus amigos, já que muitas pessoas usam o modo “amigos de amigos” para publicar, e as suas actualizações de estado, lugares e fotos também estarão visíveis a esta pessoa. Além disso, este desconhecido pode enviar mensagens (eventualmente com spam e links maliciosos) e tornar-se amigo de ainda mais pessoas, já que a sua amizade aumenta a autoridade desta pessoa.

O que se deve fazer:

Aceite pedidos de amizade apenas de pessoas que conheça pessoalmente, e que conheça bem. Talvez convenha fazer uma avaliação especial à sua rede pessoal no Facebook – isto fará com que se destaque qualquer tipo de atitude estranha entre as pessoas com quem tem amizade no Facebook.

Alexandra Costa

Jornalista desde 1996. Adoro viajar, conhecer novas culturas, experimentar gastronomias. Sou viciada em livros e nunca digo que não a uma boa conversa e amo a minha Luna. Defendo que mais vale poucos (e muito bons) amigos do que milhentos conhecidos. E prefiro ver o “copo meio cheio” em detrimento do “copo meio vazio”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *